fbpx

Destaques da Semana: 27 de Abril

Apesar do Banco do Japão ter mantido inalteradas as taxas de juro, em contrapartida, anunciou compras ilimitadas de títulos do governo. O Banco também comprará títulos corporativos em até 20 bilhões de yens.

INVESTIR EM FOREX

Em resposta, a sessão asiática viu fortes ganhos nas bolsas de valor. O otimismo contagia o início desta nova semana e os índices europeus abrem com tendência de subida. O DAX já subiu mais de 1%, e a tendência faz-se sentir nos futuros dos índices de Wall Street. 

Brexit: Boris Johnson

Também a ajudarem o sentimento de mercado, Boris Johnson, regressa às suas funções, depois de recuperado da covid-19.

O PM britânico deverá decidir nos próximos dias se facilitará ou intensificará as restrições. A imprensa britânica apresenta relatórios conflitantes sobre o próximo passo. O Reino Unido foi confirmado na classificação AAA pelo S&P. Estas boas notícias animam os investidores e dão impulso à Libra Esterlina.

O S&P também reviu a classificação da dívida soberana da Itália, dando-lhe classificação de BBB. Este ainda é um nível de investimento. A Itália planeia começar a reabrir parques e museus a partir de 4 de maio. A Espanha deverá flexibilizar mais as restrições a partir de 2 de maio. A reunião sobre o assunto será realizada na terça-feira, 28 de abril.

Coronavirus

Ainda assim, as estatísticas relacionadas à pandemia deixam os investidores desassossegados. O número de casos confirmados de coronavírus é já de quase 3 milhões. 207 mil pessoas morreram enquanto 879 mil se recuperaram. Depois de uma quinta-feira a registar o maior número de casos num só dia, ontem o número caiu para valores do início de abril.

Temos observado um padrão de queda nos registos de novos caso durante os fim-de-semanas. Isto pode dever-se, simplesmente, a algum tipo de dificuldade ou resistência reportar os casos em dias não-úteis. Pelo que, teme-se que a pandemia esteja estabilizada, mas ainda não esteja a regredir, como se pode ver no gráfico. 

Petróleo

O petróleo WTI volta à tendência de queda, regredindo mais de 5% esta manhã, como já tinha mostrado na semana anterior. Os investidores não mostram misericórdia e a tendência contagia contratos de futuros de prazos cada vez mais longos. A situação só deverá reverter-se com uma forte alteração na oferta e/ou na procura.

O calendário económico de hoje é leve, como é normal às segundas-feiras. Teremos, no entanto, algumas grandes empresas a apresentar resultados trimestrais, entre elas a Acerinox, Adidas, ENI, Bayer e Europcar.

Esta semana, as atenções estarão voltadas, principalmente, para a publicação do PIB americano, na quarta-feira (13:30). Ainda de referir, na quinta-feira teremos a estimativa do Eurostat relativa ao PIB da Zona Euro (10:00) e os novos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA (13:20)

?cid=589647 | Destaques da Semana: 27 de Abril