fbpx

Irão ataca duas bases militares dos EUA no Iraque

Um ato de retaliação na sequência da morte do general Qassem Soleimani.

Pelo menos 12 mísseis iranianos foram lançados, na madrugada desta quarta-feira, contra duas bases no Iraque onde estão posicionadas tropas norte-americanas.

A notícia foi avançada pela televisão estatal do Irão, que descreve esta ação, com mísseis terra-terra, como uma operação de vingança na sequência da morte do general Qassem Soleimani.

PENTÁGONO CONFIRMA ATAQUES A DUAS BASES AMERICANAS

O Pentágono confirmou entretanto que “mais de uma dezena de mísseis” iranianos foram disparados contra duas bases em Ain Assad e Arbil, no Iraque, utilizadas pelo exército norte-americano.

Num comunicado citado pela agência France-Presse, pode ler-se que “mais de uma dúzia de mísseis” atingiram duas bases iraquianas utilizadas pelo exército dos Estados Unidos o Departamento de Defesa já anunciou que está a fazer uma “avaliação preliminar dos danos” causados pelo ataque e a planear “a resposta”.

(Arquivo)

 

Não há, para já, informações sobre eventuais vítimas e/ou danos materiais, numa altura em que a tensão entre os EUA e o Irão agudiza-se a cada dia.

A agência noticiosa iraniana Fars divulgou um vídeo dos lançamentos.

DEzUEunB normal | Irão ataca duas bases militares dos EUA no Iraque

خبرگزاری فارس

@FarsNews_Agency

🚨 #فوری| انتقام سخت به وقوع پیوست/ برخی منابع خبر از شلیک موشک‌های بالستیک ایرانی به سمت پایگاه عین‌الاسد در عراق که محل استقرار نیروهای آمریکایی است، می‌دهند.

Ver imagem no Twitter

DEzUEunB normal | Irão ataca duas bases militares dos EUA no Iraque

خبرگزاری فارس

@FarsNews_Agency

🎥 «انتقام سخت» آغاز شد/ حملات سنگین موشکی سپاه به پایگاه آمریکایی عین‌الاسد

Vídeo incorporado

HELICÓPTEROS AMERICANOS SOBREVOAM BASE DE AIN AL-ASAD

Já esta noite, segundo a TV estatal iraniana, sirenes foram ouvidas e helicópteros norte-americanos foram vistos a sobrevoar a base iraquiana de Ain Al-Asad, uma das atingidas pelos mísseis iranianos.

TRUMP JÁ FOI INFORMADO

O Presidente norte-americano Donald Trump já foi informado sobre o ataque à base aérea norte-americana no Iraque.

A informação foi avançada em comunicado pela porta-voz da Casa Branca, Stephanie Grisham, que refere que Trump está a acompanhar de perto a situação.

mw 320 | Irão ataca duas bases militares dos EUA no Iraque

 

Na sequência do ataque, os Guardas da Revolução iraniana avisaram os Estados Unidos e aliados regionais contra qualquer retaliação, através de uma declaração divulgada pela agência oficial iraniana IRNA.

“Advertimos todos os aliados dos americanos, que disponibilizaram as suas bases a este exército terrorista, que será atacado qualquer território que constitua um ponto de partida de atos agressivos contra o Irão”, referiram os Guardas da Revolução. Israel também foi ameaçado.

A base aérea de Ain Assad está situada na zona ocidental da província de Anbar. Foi a primeira base utilizada pelos forças militares norte-americanas após a invasão do Iraque em 2003 destinada a derrubar Saddam Hussein.

OS EFEITOS DA MORTE DE SOLEIMANI

O general Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Al-Quds, morreu na sexta-feira num ataque aéreo contra o carro em que seguia, junto ao aeroporto internacional de Bagdade, capital do Iraque, ordenado pelo Presidente dos EUA, Donald Trump. O Jornal da Moeda noticiou o movimento do preço do petróleo após este acontecimento.

A televisão estatal iraniana divulgou um vídeo do que diz ser um ataque de míssil balístico lançado nas forças militares dos EUA no Iraque. O Pentágono confirmou que os mísseis foram lançados do Irã e teve como alvo pelo menos duas bases militares iraquianas que hospedam militares e coalizões dos EUA em al-Asad e Irbil. O ataque ocorre dias depois que os EUA confirmaram a morte de Qassem Suleimani, chefe da força de elite Quds do Irã. Os guardas revolucionários iranianos afirmam que o ataque foi uma retaliação “em nome de Suleimani” por sua morte