fbpx

Petróleo afunda quase 5% com Trump “pronto para abraçar a paz” com o Irão

Aqueles que venderam petróleo após a escalada de preço, devido ao ataque dos EUA, têm razões para celebrar!

O aliviar do clima de tensão entre os Estados Unidos e o Irão está a levar a uma correção das cotações do petróleo nos mercados internacionais. Crude está a cair quase 5%.

Prontos para abraçar a paz” com o Irão. A frase de Donald Trump teve impacto imediato nas cotações de petróleo. O preço de barril do “ouro negro” cai quase 5%, corrigindo as subidas dos últimos dias, no seguimento da crescente tensão entre os EUA e o Irão, na sequência da morte de Qassem Soleimani, comandante da Força Quds, força de elite iraniana, pelos norte-americanos.

Brent está a cair 4,12% para 65,46 dólares por barril, enquanto o WTI, nos EUA, cede 4,82%. Isto depois de o presidente dos EUA ter anunciado novas sanções ao Irão. “Os Estados Unidos vão imediatamente impor sanções económicas adicionais no regime iraniano”. Sem acrescentar grandes detalhes específicos, Trump garantiu que “estas sanções poderosas vão manter-se até que o Irão mude o seu comportamento”.

Donald Trump. O essencial do discurso de alerta ao Irão

Em cerca de 10 minutos, Trump fez um discurso de resposta ao ataque iraniano desta quarta-feira. O presidente dos EUA anunciou sanções contra o Irão e alertou: é altura de acabar com o apoio ao terrorismo”.

Irão: “Se a América cometer outro crime, vai receber uma reação forte”

O presidente iraniano já reagiu às declarações de Donald Trump: “Se a América cometer um crime, não importa o quanto nos ameaçar, deve saber que vamos agir em conformidade como já demonstrámos”. “A partir de agora, se a América cometer outro crime, deve saber que vai receber uma reação forte”, disse Hassan Rouhani durante uma reunião, segundo a CNN.

O líder iraniano prosseguiu: “Se eles [EUA] acharem que têm um problema em qualquer lugar do mundo, não digam que foi provocado pelo Irão”, disse Rouhani. “Se amanhã acontecer algo noutro país, os americanos diriam que essa é a ação das forças aliadas do Irão. Nós não temos nenhuma força aliada. Desde o início que os americanos entenderam tudo de forma errada. As pessoas da região estão conscientes, livres e agem por conta própria. Eles não estão sob nosso controlo ou ordem “.

EUA e Irão trocaram mensagem através de um canal diplomático da Suíça

Os Estados Unidos e o Irão têm trocado mensagens através de um canal diplomático cedido pela Suíça, confirmou o ministério de Negócios Estrangeiros do país num comunicado oficial: “O canal de comunicação diplomática entre os EUA e o Irão, fornecido pela Suíça no âmbito do mandato do poder de proteção, continua em operação. A Suíça confirma que várias mensagens foram transmitidas através deste canal”.

Não se sabe quem começou a troca de mensagens, o conteúdo dessas comunicações ou se elas continuam ativas. Sabe-se apenas que este canal já tem sido utilizado para negociar a libertação de prisioneiros em ambos os lados da barricada.

No mesmo comunicado, a Suíça diz-se preocupada com a tensão entre os Estados Unidos e o Irão no Médio Oriente: “A Suíça está profundamente preocupada com as fortes tensões entre os EUA e o Irão e com o último ciclo de confrontos violentos no Iraque. Convocamos todos os lados a exercerem o máximo de contenção e evitarem mais escalonamentos. A Suíça está pronta para apoiar iniciativas da comunidade internacional que buscam a diminuição desses conflitos na região”.