fbpx

Preço do ouro atinge recorde de 8 anos

A marcha incessante do ouro não mostra sinais de abrandar após uma queda, a ela adjacente, do dólar, elevando-a a um nível histórico marcante de 2011, e colocando esta matéria prima no caminho de ganhos ainda maiores.

O aumento do preço do ouro adveio da queda da moeda americana para o menor nível destes últimos anos, devido à crise provocada pela pandemia do COVID19.

Com o desafio pandémico mundial de um longo período de conturbação económica e política sem precedentes, o ouro agora tem a valoração de US $ 2.000 à vista. Neste mercado, muitos sugerem que este paraíso pode subir bem mais alto que o expectável.

WhatsApp Image 2020 07 27 at 15.18.06 | Preço do ouro atinge recorde de 8 anos
Ouro atinge níveis de 2011

Os sinais da ascensão recorde do ouro começaram a aparecer em meados de 2019, quando a Reserva Federal – Fed sinalizou uma disposição de reduzir as taxas de juros como incerteza – principalmente sobre o impacto das batalhas comerciais dos EUA – escurecendo ainda mais a sua perspectiva. 

O manifesto ganhou força no início de 2020, à medida que as tensões geopolíticas aumentavam e o surto de coronavírus afetava o crescimento em todo o mundo, pressionando governos e bancos centrais a desencadear grandes quantidades de estímulos e enviando taxas de juros reais caindo ainda mais em territórios negativos.

“Grandes ganhos são inevitáveis ​​quando entrámos num período semelhante ao ambiente pós-GFC (Crise Financeira Global), onde o preço do ouro subiu para níveis recorde como resultado das grandes injeções de dinheiro por parte da Fed no sistema financeiro”

Gavin Wendt, analista sénior de recursos da MineLife Pty

Covid-19 cria tempestade perfeita para refúgio no ouro

A procura por investimentos tem sido implacável. Já que as participações em fundos negociais na bolsa baseados no ouro superaram todos os máximos anteriores e as entradas deste ano superaram o recorde anual total estabelecido em 2009.

Ouro como Refúgio Seguro

O ouro atrai investidores mesmo quando as ações sobem.

A exceção desta regra prende-se por uma forte liquidação em março, que é marcada temporalmente pela liquidação de ativos em ouro por parte de traders para cobrir perdas noutros mercados, com os ativos dos EUA como a principal métrica a ser observada. O metal é considerado como um dos melhores refúgios seguros (safe heavens).

Este ambiente elevou o espectro da estagflação, uma rara combinação de crescimento lento e inflação crescente que diminui o valor dos investimentos em renda fixa.

A inflação também desempenha um papel importante na observação do preço do ouro num contexto histórico. O ouro, na segunda-feira (27) foi negociado a $1.945,26, superando o recorde anterior por mais de $20.

Não são apenas os movimentos do preço do ouro que se estão a mostrar históricos. O vírus chamou a atenção para um ponto tradicionalmente esquecido do mercado: a logística. Havendo uma distenção discrepante entre os valores inflacionativos do UK e dos EUA.

Ouro como proteção contra a inflação

As próximas análises a comportamentos do Fed serão acompanhados de perto. De dezembro de 2008 a junho de 2011, o Fed comprou US $2,3 biliões em dívidas e manteve os custos de empréstimos próximos a zero porcento, na tentativa de sustentar o crescimento, o que ajudou a enviar o ouro para um recorde de setembro de 2011.

O ouro subiu mais de 22% desde o início do ano, aumentando 6,8% desde o início do verão. Na sequência de um estímulo sem precedentes do governo e do banco central para mitigar o impacto da pandemia do Covid-19 na atividade económica, levou os investidores a aumentar as reservas de ouro, primeiro como refúgio seguro e depois como proteção contra a inflação.

Papel da Fed no futuro do preço do ouro

O próximo destaque para as movimentações futuras do preço do ouro é a reunião da Fed de dia 28 a 29 de julho, onde as autoridades devem manter as taxas de juros próximas de zero e debater uma possível mudança na sua estratégia.

A reunião pode se tornar numa forte plataforma para transmitir a ideia de que mudanças estão para chegar, abrindo a possibilidade de implementações políticas não convencionais para breve, de acordo com Chris Weston, chefe de pesquisa do Pepperstone Group. 

“Se pensarmos nos rendimentos reais e no que o Fed está a fazer, isto apenas me sugere que é uma questão de tempo até que os rendimentos reais continuem com uma tendência mais baixa e o ouro suba”

Chris Weston

Euro vs. Dólar

O euro, que no início de Julho estava a 1,12 dólares, cotou-se hoje cerca das 8h30 GMT a 1,1709 dólares, contra 1,1624 dólares nas últimas horas de negociação do mercado monetário europeu na sessão anterior, mas atingiu agora 1,1725 dólares na negociação asiática.

A queda do rendimento da dívida do Tesouro dos Estados Unidos indica que o mercado está a especular que a recuperação dos EUA seja lenta.

O dólar também permanece, portanto sob pressão da intensificação das tensões entre Washington e Pequim, que alimentaram as expectativas de que a Reserva Federal (Fed) irá intensificar os estímulos económicos durante um período maior para recuperar a economia.

Um dólar fraco, combinado com taxas reais negativas estão a criar um maior impulso nos níveis do ouro.

Crescimento histórico do preço do ouro desde 2011

O preço do ouro subiu para o valor de 2011 nesta semana mostrando um novo potencial para ganhos adicionais, graças ao ambiente macroeconomico único que continua a impulsionar o investimento em metais preciosos.

Esta análise de ouro fornece uma visão geral da recente alteração e fornece análises amplas do que poderá ocorrer neste mercado.

A tendência do preço do ouro tem sido otimista desde que se recuperou da liquidação de ativos financeiros no final de março. Tendo este caído para o nível de US $1.477 por onça, o ouro, rapidamente subiu para US $1.769 por onça em abril, devido às preocupações do efeito dos bloqueios na atividade económica em todo o mundo e dos preços das ações que levaram os investidores a adquirirem ativos de refúgio.

O mercado consolidou-se até o início de junho, com parte do risco voltado para as ações, mas o interesse dos investidores no metal virou para a própria proteção contra a inflação, como observam os analistas do ABN Amro: “o mundo é completamente dominado pelas medidas de estímulo do governo e do banco central”.

Preço do ouro
Ouro/USD

Tendências de crescimento

O preço do ouro tem o valor de US $ 2.000 como preço de resistência atual. Esta tendência positiva estende-se a outros metais preciosos: a prata subiu 1,5%, a platina subiu 0,6% e o paládio, 0,2%.

O ouro subiu para o nível mais alto de que há registo desde 2012, impulsionado pelas preocupações de uma segunda onda de infeções pelo coronavírus e a crescente incerteza em Hong Kong depois de a China ter divulgado detalhes de uma proposta de lei de segurança nacional.

Este ano, o ouro já subiu 15%, refletindo também os estímulos sem precedentes para ajudar a economia global afetada pelos bloqueios relacionados com a pandemia do novo coronavírus. Em alta entre as previsões dos principais analistas, a matéria-prima é apontada como a melhor opção para investimento neste período.

Ressurgimento do coronavírus agita mercados

Existem previsões que apontam para um valor recorde de 2 mil dólares a onça, enquanto que outras orientam os investidores no sentido de reterem este seu ativo.

“Ultimamente, os mercados têm sido otimistas ao analisar os dados e o fluxo de más notícias, apostando numa forte recuperação, mas a única coisa que os mercados não seriam capazes de ignorar seria as economias a parar novamente e a ameaça de que haja uma segunda ronda de bloqueios”

Sean MacLean, analista da Pepperstone Ltd

O ouro subiu 0,9%, para 1.758,83 dólares por onça, e ficou em 1.752,74 dólares em Singapura. O preço do ouro atingiu 1.765,43 dólares no final da semana passada, o nível mais alto dos últimos 8 anos.

O total de participações em fundos negociados virados para o ouro subiu quase 30 toneladas na sexta-feira passada e deste ingresso, 23,1 toneladas foram para ações SPDR Gold.

Deixa um comentário