fbpx

Produção industrial cai 14,8% – Portugal com maior recuo da UE

Segundo os dados da Eurostat, a produção industrial recuou 12,3% na zona euro e 11,6% na União Europeia (UE) em junho, em termos homólogos, com Portugal a registar a maior quebra entre os Estados-membros (-14,8%).

Face a junho de 2019, Portugal registou o maior recuo (-14,8%), seguindo-se a Alemanha e Espanha (-14,1% cada), e a Itália (-13,7%), tendo havido apenas uma subida, na Irlanda, de 4,5%.

Na variação mensal, a Eslováquia (21,7%), a Hungria (17,1%) e a Roménia (16,3%) registaram os maiores aumentos, tendo a Bélgica (-1,4%) e a Finlândia (-0,8%) apresentado os únicos recuos.

Em Portugal a produção industrial avançou 11,3% de maio para junho.

Produção industrial face ao COVID19

As quebras homólogas da produção industrial em junho foram, no entanto, menos acentuadas do que as verificadas nos três meses anteriores, em que a economia europeia sofreu os efeitos económicos da pandemia causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

Produção Industrial

O mês de junho ficou marcado por algum relaxamento das medidas de mitigação da Covid-19, com a produção industrial a ser corrigida pela sazonalidade.

Por isso, as quebras homólogas em junho foram menos significativas do que as observadas nos três meses anteriores, quando a economia europeia sofreu com os efeitos económicos gerados pela pandemia da Covid-19.

Na comparação com maio, a produção industrial avançou 9,1% tanto na zona euro quanto na UE, um abrandamento face ao crescimento de 12,3% e 11,6% registado em maio e que inverteu as quebras mensais de março e abril devidas ao confinamento imposto no âmbito do combate à pandemia da Covid-19.

Deixa um comentário