fbpx

Destaques da Semana (XTB): 20 de Abril

Os Destaques da Semana (XTB): 20 de Abril mostram que depois de uma sessão asiática sem tendência clara, a sessão europeia inicia a semana com o mesmo sentimento de mercado, com as cotações a lateralizarem. 

Os números da pandemia parecem indicar que os números de contágios diminuem gradualmente e diversos países acalentam a esperança de reabrirem as suas economias por fases. 

Petróleo atinge mínimos de 1999

Companhias petrolíferas registam dia negro
Companhias petrolíferas registam dia negro

A falta de espaço para armazenar crude está a colocar a cotação da matéria-prima em queda livre. Os preços do petróleo arrancaram a semana em queda acentuada na bolsa de Nova Iorque, com o WTI a afundar mais de 20% para tocar em mínimos de 1999 abaixo dos 15 dólares.

No mercado de petróleo, a Hin Leong Trading, a maior trader de petróleo de Singapura, entrou em falência depois de perder US $ 800 milhões em negociações de futuros. Os contratos futuros de WTI do mês passado (contrato de maio, que vencem amanhã) chegaram a estar abaixo dos 15$ hoje. No entanto, as negociações estão focadas no contrato de junho e são negociadas a $ 23,60 (-5,6%). 

INVESTIR NOS MERCADOS

Trump anuncia pacote de 450 mil milhões

Os Estados Unidos vão permitir que importadores e fabricantes adiem alguns pagamentos de tarifas por três meses. A decisão não afeta as tarifas de mercadorias chinesas, alumínio, aço ou tarifas de retaliação contra a UE e a Airbus.

Para além disso, o presidente Trump deu a entender que o próximo pacote de estímulo pode vir a ser divulgado hoje. Diz-se que o pacote poderá vir a disponibilizar 450 mil milhões de dólares em ajudas aos pequenos negócios.

Ainda assim, os futuros dos índices americanos aguardam notícias mais concretas para darem um sentido às negociações. No entanto, qualquer notícia neste campo poderá gerar elevada volatilidade nos mercados.

Economia do Reino Unido sobre pressão e libra começa a semana a ceder

Já no Reino Unido, o PM Boris Johnson diz aos seus colegas que deverão ser muito cautelosos com relação ao levantamento de restrições, para evitar uma segunda onda de contágios. O Financial Times dá conta de que cerca de 51,5 mil empresas entraram em falência no Reino Unido em março de 2020. Isso representa um aumento de 70% y/y. A libra esterlina deprecia ligeiramente esta manhã. 

A crise do Brexit e o capitalismo impotente - Outras Palavras
Brexit: Saída do Reino Unido da UE
INVESTIR NOS MERCADOS

Voltam as negociações do Brexit

As negociações do Brexit regressam hoje, depois de terem sido interrompidas pela pandemia. Michel Barnier (do lado da UE) e David Frost (do lado do RU) procurarão chegar a um melhor nível de acordo entre as duas regiões, e informações sobre esse processo poderão interessar aos investidores da libra esterlina. As negociações terão lugar em três momentos, cada momento com a duração de uma semana.

Os próximos dois momentos iniciar-se-ão a 11 de maio e a 1 de junho.

Quando a eventos de interesse esta semana, os investidores deverão ter em atenção os PMIs europeus (quinta-feira). Os dados de pedido de subsídio de desemprego nos EUA e o sentimento do consumidor de Michigan também poderão ser interessantes.

Coronavírus continua a gerar incerteza

O número de casos confirmados de coronavírus está nos 2,4 milhões, enquanto o número de vítimas mortais ultrapassou os 165 mil. Mais de 625 mil pessoas recuperaram. O número de casos nos Estados Unidos subiu para 750 mil. 

INVESTIR NOS MERCADOS

China reduz taxa de empréstimos

O Banco Popular da China reduziu as taxas de empréstimos de 1 e 5 anos para 3,85% e 4,65%, respectivamente (anteriormente estavam a 4,05% e 4,75%, respectivamente).

O calendário económico de hoje é pobre. O IBM dá seguimento à Earning Season, publicando resultados trimestrais após o fecho da sessão. Ao longo da semana serão publicados os resultados de várias grandes empresas, como a Intel, Coca-Cola, Alcoa e Netflix, Volvo, Ericsson e Credit Suisse.

Deixa um comentário