fbpx

Tesla atinge máximo histórico e Musk comemora no Twitter com referência a marijuana

A fabricante norte-americana de veículos elétricos superou os 420 dólares pela primeira vez na sua história e o seu CEO, Elon Musk, aproveitou para celebrar com um tweet onde alude ao dia de fumar marijuana.

A Tesla segue a somar 3,5% para 419,78 dólares, mas já esteve esta segunda-feira a negociar nos 422,01 dólares – o que constitui um novo máximo histórico.

A subir há quatro sessões consecutivas, a fabricante norte-americana de veículos elétricos está a ser impulsionada pelo facto de ter conseguido mais de 10 mil milhões de yuans (1,28 mil milhões de euros) em financiamento por parte de bancos chineses para a sua fábrica de Xangai – isto numa altura em que se prepara para começar a entregar na China os Model 3 fabricados naquele país, refere a Bloomberg.

O CEO da Tesla já reagiu no Twitter, apesar de a autoridade reguladora do mercado de capitais dos EUA, a Securities and Exchange Commissiona (SEC), ter advertido Musk contra os seus tweets – que muitas vezes fazem mexer no preço das ações.

Em setembro do ano passado, a SEC determinou que Musk tinha escolhido o valor de 420 dólares como o preço a que supostamente a Tesla sairia de bolsa só para fazer uma piada sobre marijuana e impressionar a sua namorada.

É que na cultura da cannabis, o dia 20 de abril – ou 4/20 – é celebrado como o dia para se fumar marijuana, explica a Bloomberg.

Daí que hoje, ao atingir esse patamar, Musk tenha escrito no Twitter que as ações estavam ‘muito altas’ (so high) – o que constitui um trocadilho, já que ‘high’ também se utiliza como sinónimo de estar “pedrado”.

A fabricante norte-americana de veículos elétricos superou os 420 dólares pela primeira vez na sua história e o seu CEO, Elon Musk, aproveitou para celebrar com um tweet onde alude ao dia de fumar marijuana.

Musk voltou assim a pegar na sua piada sobre marijuana – algo a que os reguladores não acham assim tanta graça.

No ano passado Musk publicou muitos “tweets” que fizeram oscilar o valor das acções. O mais polémico, e o que esteve no centro das atenções – tendo dado origem a um processo do regulador de capitais dos EUA – foi o que apontou para a saída de bolsa da fabricante de automóveis, com o CEO a avançar com o valor de 420 dólares por ação.

Acontece que nada se concretizou nem havia financiamento garantido para tal operação. A SEC decidiu processar Musk, alegando fraude com acções. E determinou que Musk teria de abandonar o cargo de chairman da empresa, mantendo-se apenas como presidente executivo.

Elon Musk e a Tesla concordaram em pagar uma multa de 20 milhões de dólares (18 milhões de euros) no âmbito do acordo que também retirou Musk do cargo de “chairman” durante três anos.

A empresa também teve de contratar novos administradores independentes para o “board” e foi obrigada a implementar controlos para monitorizar as comunicações do CEO.

As ações da Tesla acumulam uma subida de 66% desde que, no passado dia 23 de outubro, a empresa anunciou lucros surpresa no terceiro trimestre.

Deixa um comentário